segunda-feira, 29 de junho de 2009

insônia



Insônia

Relato a Osho: "Não durmo bem e sempre acordo entre 3 e 4 horas da manhã."

Você sempre acorda entre 3 e 4 horas? Ora, aproveite esse tempo para meditar. Sempre aproveite as oportunidades para alguma coisa. Seja criativo com relação a tudo. Se não consegue dormir, não há razão para se forçar.

O sono é uma dessas energias que não podem ser controladas. Se tentar controlá-lo, ficará agitado. Se fizer alguma coisa para conseguir dormir, isso se tornará um empecilho, porque o sono é contra o fazer; é um estado de não-fazer.

Por isso, se fizer algum esforço como, por exemplo, contar carneirinhos, repetir um mantra, virar-se de um lado para o outro, começar a chamar por Deus e a rezar, isso tudo só vai mantê-lo mais acordado. Isso não ajuda em nada, mas é o que as pessoas normalmente fazem.

O meu ponto de vista é totalmente diferente. Para começar, se você perdeu o sono, isso significa que seu corpo está perfeitamente descansado.


"Mas eu me sinto exausto."

Essa é sua mente, não tem nada a ver com o seu corpo. Só a ideia de que não dormiu direito já o deixa cansado, mas não é a falta de sono. O mecanismo do corpo, o organismo, tem sua própria sabedoria.

Por exemplo, se você está comendo e seu corpo diz: "Chega!" mas você responde "Estou magro e fraco, tenho de comer mais", isso está errado. Você pode comer, pode forçar-se a comer um pouco mais, pode se empanturrar, mas o organismo não está preparado para isso e rejeitará a comida.

Se o corpo não tem vontade de comer, é melhor ouvi-lo; ele sabe mais do que você. Ele tem o conhecimento instintivo de que, se comer no momento, será perigoso. Pode ser que algo esteja acontecendo nos intestinos e o corpo queira se desintoxicar antes de receber mais comida. Talvez tenha comido algo estragado.

Você já se alimentou o suficiente e seu corpo ainda não teve tempo de digerir tudo. Ele não precisa de mais trabalho nesse momento; se tiver de se esforçar mais, talvez o mecanismo entre em colapso e não consiga dar conta do recado.

Por isso ele diz: "Nada de comida, eu não tenho apetite!" Mas você se enche de comida mesmo sem apetite, porque acha que precisa comer. Coloca mais tempero para tornar o alimento mais saboroso ou vai a algum bom restaurante. Você está tentando enganar o corpo, e isso é burrice!

O mesmo acontece com o sono. Se você dorme e às 3 ou 4 horas da manhã acorda, significa apenas que seu corpo está descansado. O sono do corpo acabou; agora, é a mente que está criando dificuldade. Então, aproveite essa hora.

Fique deitado em silêncio; desfrute do silêncio da noite! Em vez de ficar preocupado porque perdeu o sono, aproveite esse momento para meditar. Não precisa se levantar; descanse, mas ouça... os sons da noite estão ali, o silêncio da noite.

O barulho do tráfego está ali, mas as pessoas não; todo mundo está dormindo. Isso é maravilhoso! Você está sozinho - é como se estivesse nas montanhas - com a escuridão e sua atmosfera suave. Desfrute isso e relaxe nesse sentimento.

Se proceder de outra forma, ficará infeliz - mais uma vez terá perdido o sono; mais uma vez ficará cansado no dia seguinte e preocupado, com tensão, angústia e ansiedade. Essas coisas não deixarão que você durma mais uma vez.

Quando estiver totalmente concentrado nos sons da noite, lentamente cairá no sono outra vez, não porque é a sua vontade, não porque quer. Não estou dizendo que você tem de meditar para conseguir dormir, não é isso. Não existe essa coisa de "faça isso para que aconteça aquilo". Estou dizendo para aproveitar a situação! E, de repente, você descobrirá que o sono veio. O fato de vir ou não vir, contudo, é irrelevante.

Faça isso durante três semanas apenas e o cansaço desaparecerá. Isso é uma coisa mental. Desde o período da manhã, você está cultivando essa idéia de que está cansado. Claro, ficará mais e mais cansado. Terá receio de tudo, de se envolver em qualquer coisa. Já está cansado; então, se fizer algo mais, ficará ainda mais cansado. Você está criando neurose à sua volta.

As pessoas têm necessidades diferentes com respeito ao sono e à comida. O meu pai mesmo não conseguia dormir depois das 3 horas. Ele se deitava por volta das 11 da noite e dormia três, quatro horas no máximo.

Minha mãe ficava preocupada, mas eu disse a meu pai para sentar e meditar. Então, ele ficava sentado depois das 3 horas da manhã e essa tornou-se a sua porta para o divino. Durante anos, ele meditou das 3 às 7 horas - ficava quase como uma estátua, esquecido do corpo.

Com o tempo essa se tornou a maior experiência da sua vida: nem mesmo o sono poderia proporcioná-la. Ele se sentia extremamente disposto às 3 horas, era assim que seu mecanismo trabalhava. Esse período da noite tornou-se o mais precioso de todos. Ele usou esse tempo da maneira certa.


Osho, em "Corpo e Mente em Equilíbrio"

domingo, 28 de junho de 2009

domingão



Steven J. Morse é um guitarrista de rock Norte-Americano, conhecido por sua carreira solo e por seus trabalhos no Dixie Dregs e o no Deep Purple. Sua carreira abrange o rock, country, funk, jazz e fusões destes gêneros. Morse também tocou com a banda Kansas e toca com o Deep Purple desde 1994
http://www.stevemorse.com/

quarta-feira, 24 de junho de 2009

por que meditar?

Por que meditar? Por que buscar?

Eu não digo que você deva meditar; eu não insisto nisso. É você que está buscando. E você tem que buscar.

É exatamente como se um homem doente perguntasse: "Por que tomar remédio?" Por que você está doente, eis por quê. Se você não está doente, então não há necessidade. Por que buscar a saúde? Não é preciso, se você está saudável. Mas se você não está saudável, então tem que buscar a saúde.

A meditação não tem sentido para um Buda, para alguém que alcançou a totalidade do seu ser. A meditação é um remédio; deve ser dispensada. A menos que você se torne capaz de prescindir da sua meditação, você não está saudável. Portanto, lembre-se: a meditação não é algo para ser carregado por todo o sempre. Chegará o dia em que a meditação terá completado o seu trabalho e não será mais necessária. Então você pode esquecê-la.

osho

brooke greenberg


Menina que não envelhece intriga os médicos
Apesar de ter nascido em 1993, Brooke Greenberg não anda e nem fala. Para os pais, a garota seria a "fonte da juventude"
REDAÇÃO ÉPOCA

Mistério Brooke, entre duas de suas três irmãs, não consegue se alimentar e nem andar sozinha Brooke Greenberg tem o tamanho e a capacidade mental de uma criança. Ela também não fala, não se locomove sozinha e continua a ter os mesmos dentes de quando era, de fato, um bebê. No último mês de janeiro, porém, a americana completou 16 anos de idade.

Brooke nunca foi diagnosticada como portadora de qualquer síndrome genética conhecida ou anomalia cromossômica que pudessem ajudar a explicar o motivo de ela não crescer. Mesmo um estudo do seu DNA não foi capaz e especificar o motivo pelo qual ela continua a ter corpo e aparência de uma criança mesmo sendo uma adolescente. O médico de Brooke, Lawrence Pakula, não sabe explicar. "Nunca tinha visto nada parecido. Ela é sempre uma surpresa", diz.

Os pais de Brooke, Howard e Melanie Greenberg, também não têm qualquer explicação para o fato. "Seria ela a fonte de juventude?", pergunta-se o pai. O casal tem outras três filhas - Emily, 22, Caitlin, 19, e Carly, 13 -, todas com desenvolvimento físico e neurológico normal.

Para Richard Walker, da Faculdade de Medicina da Universidade do Sul da Flórida, em Tampa, o corpo de Brooke não tem um desenvolvimento coordenado. É como se ele estivesse fora de sincronia. Prova disso é a sua idade óssea, estimada em 10 anos.

Segundo os próprios pais de Brooke contaram ao site do jornal inglês Daily Mail, ela teve uma série de problemas desde que nasceu. Em seus primeiros seis anos de vida, passou por uma série de emergências médicas e sobreviveu a todas, muitas vezes sem explicação.

Ela sobreviveu, por exemplo, à cirurgia para tratar sete úlceras estomacais. Em seguida, sofreu uma convulsão cerebral que foi diagnosticada como um acidente vascular cerebral, uma doença que, segundo seus pais, semanas mais tarde, não havia deixado qualquer dano aparente. Aos 4 anos de idade, Brooke caiu em uma letargia que a levou dormir por 14 dias. Médicos, então, diagnosticaram um tumor cerebral.

"Nós estávamos preparados para a sua morte. Foi quando, de repente, o médico nos chamou. Brooke tinha aberto os olhos e estava bem", conta Howard. "Ela supera todos os obstáculos que são lançados no seu caminho".

Apesar de todas as dificuldades, Brooke frequenta uma escola para crianças com necessidades especiais. Segundo sua mãe, Melanie, ela adora fazer compras, "como toda mulher". Um documentário sobre a vida de Brooke está previsto para ir ao ar ainda neste ano, nos Estados Unidos.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Se há ciúme, não há amor

O ciúme é uma parte secundária do sexo. Sempre que você tem um desejo sexual em sua mente, uma manifestação sexual em seu ser, ou se sente sexualmente atraído por alguém, o ciúme entra em cena porque você não está amando. Se você ama, o ciúme não aparece.

Tente entender a coisa toda. Sempre que você está ligado sexualmente, fica com medo, pois, na verdade, o sexo não é um relacionamento, e, sim, uma exploração, uma utilização.

Se você está apegado a uma mulher ou a um homem sexualmente, fica sempre com medo de que essa pessoa possa ir embora com outra. Não há um relacionamento real. É apenas uma exploração mútua. Vocês estão explorando um ao outro, mas não amam, e vocês sabem disso, por isso têm medo.

Esse medo torna-se ciúme, e você começa a não permitir certas coisas. Começa a vigiar. Toma todas as medidas de segurança para que o homem não possa olhar para outra mulher. Só o olhar já é um sinal de perigo. O homem não deve falar com outra mulher, pois falar... E você sente medo de que ele possa ir embora.

Então, você fecha todos os caminhos, todas as possibilidades de o homem ir com outra mulher, ou de a mulher ir com outro homem. Você fecha todos os caminhos, todas as portas. Mas aí surge um problema. Quando todas as portas são fechadas, o homem torna-se morto, a mulher torna-se morta, ambos tornam- se prisioneiros, escravos, e não se pode amar algo morto. Você não pode amar alguém que não é livre, pois o amor só é belo quando é dado livremente, voluntariamente, quando não é tomado, pedido, forçado.


Osho, em "Roots and Wings"

apenas humano

Aceite humildemente suas imperfeições, seus fracassos, seus erros, suas fragilidades. Não há nenhuma necessidade de fingir que as coisas são de outra maneira.

Apenas seja você mesmo, aceite que "isso é como sou - cheio de medo. Não posso penetrar na noite escura. Não posso penetrar na espessa floresta."

Que há de errado nisso? É apenas humano.


Osho, em "The Transmission of the Lamp"

mercedes canta fito

sexta-feira, 19 de junho de 2009

quinta-feira, 18 de junho de 2009

a culpa

A culpa é o segredo de todas as "religiões oficiais". Criam culpa nas pessoas, fazem com que se sintam mal consigo mesmas. Não deixam que conduzam suas próprias vidas, fazem com que se sintam condenadas.

Deixam as pessoas sentirem, lá no fundo, que são todas feias, não possuem valor algum, são pó - e então é claro que elas estarão prontas para serem guiadas por qualquer tolo.

Estarão mais do que prontas para tornarem-se dependentes, na esperança de que "alguém nos leve à mais elevada luz.

Essas são as pessoas que têm explorado vocês durante séculos.
Osho

quarta-feira, 17 de junho de 2009

lixo tecnológico,naná hayne

perfil

naná hayne
Sou brasileira, artista plástica e artesã, disposta a colaborar com o meio ambiente, então há 6 anos trabalho com o "lixo disponível" e abundante no planeta, o lixo tecnológico. Procurando transformá-lo em algo útil e belo. Acredito que este é o momento de todos os habitantes do PLANETA estarem unidos em prol da existência dele no amanhã!


http://nanahaynearte.blogspot.com/

terça-feira, 16 de junho de 2009

Artista reproduz imagem de famosos com lixo.

O artista plático norte-americano Jason Mecier transformou celebridades como Pamela Anderson, Barack Obama e as gêmeas Olsen em obras de arte com um material que, geralmente, é considerado lixo. Usando embalagens vazias, pedaços de papel, tecido, madeira e outros materiais descartados, o artista reproduziu imagens dos famosos. "Pode-se fazer arte com qualquer coisa que se queira", diz James.
http://www.jasonmecier.com/

segunda-feira, 15 de junho de 2009

"caramelo"

Caramelo” é o primeiro filme dirigido por uma atriz libanesa especialmente talentosa

Os espanhóis de San Sebastian se encantaram com diretora e estrela do filme, a magnética Nadine Labaki, e lhe entregaram os principais prêmios do festival. E fizeram bem, porque seu trabalho é simples e comovente, cheio de sutilezas e marcado por uma sensualidade latente que tenta, mas não consegue, se esconder por trás do véu de uma comédia de costumes bem comportada.


Aliás, como só poderia ser numa produção libanesa que trata de mulheres independentes. Trabalhando num salão de beleza, elas não são ricas, nem intelectuais e nem artistas. O caramelo do título, aliás, é o principal ingrediente para o serviço de depilação. Mesmo morando com suas famílias, vivem seus próprios dramas e procuram alcançar seus objetivos pessoais.


Na tradição de cronistas orientais como o egípcio Naguib Mahfouz, a narrativa não se perde em grandes conflitos e busca ressaltar a beleza das vidas comuns e pequenas. Como a mulher já de idade que não tem coragem suficiente para se encontrar com um inesperado pretendente a namorado. Ou como aquela, um pouco mais nova, que procura esconder, das amigas e dela mesma, que já se encontra na menopausa. E como a outra, vivida pela própria Nadine Labaki, que faz de tudo para se encontrar com um amante cada vez mais frio e inacessível.



O enfoque mais curioso, porém, é o modo como a diretora trata o encontro de uma colega com uma cliente, no qual um corte de cabelo funciona como inusitada metáfora de envolvimento afetivo. Neste primeiro filme que ela dirige, Labaki mostra um pouco da fascinante Beirute, com procissões católicas convivendo harmoniosamente com os muçulmanos pelas ruas: cidade que simboliza a sabedoria de uma antiga civilização, felizmente ainda viva, apesar de tudo.



Caramelo
Sukkar Banat
França / Líbano - 2007
Gênero: Comédia Dramática
Premiado no Festival de San Sebastián
Estreia 05/06/2009
Distribuição Imovision
Direção de Nadine Labaki
Com Nadine Labaki, Yasmine Al Masri, Joanna Moukarzel

sábado, 13 de junho de 2009

sigur ros - sol radiante

criatividade

A criatividade é a maior forma de rebeldia da existência. Se deseja criar, você tem que se livrar de todos os condicionamentos; do contrário, sua criatividade não passará de mera imitação, será uma simples cópia de algo.

Você consegue ser criativo somente como indivíduo, você não pode ser criativo como parte da psicologia das massas. A mentalidade coletiva não tem criatividade; seus membros levam uma vida enfadonha; eles não conhecem realmente a dança, a melodia, a alegria; são seres mecânicos.

A pessoa que pretenda ser criativa não pode seguir o mesmo caminho dos outros, uma senda excessivamente trilhada e batida. Ela tem que descobrir seu próprio caminho, tem que pesquisar nas selvas da vida. Ela tem que caminhar só; tem que ser um não-conformista com os valores da psicologia das massas, da mentalidade coletiva.


Osho

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Eu não existo sem você - Leila Pinheiro & Rui Veloso

12 de junho

Dia dos Namorados deve movimentar R$ 390 milhões na web em 2009
A consultoria e-bit informou que as compras por meio da internet para o Dia dos Namorados, na próxima sexta-feira (12), devem aumentar cerca de 20% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso totaliza, de acordo com a empresa, um valor de R$ 390 milhões.

"Esperamos um Dia dos Namorados bastante positivo no e-commerce. Como toda data sazonal, é um período importante para o faturamento no canal, mesmo não tendo a mesma força de épocas mais expressivas, como o Dia das Mães e o Natal", afirma Pedro Guasti, diretor geral da e-bit.


Dia dos Namorados deve movimentar R$ 390 milhões, segundo previsão de consultoria
De acordo com a empresa, apesar das diversas opções de presentes encontradas no comércio eletrônico, os namorados devem investir em artigos como flores, eletrônicos, eletroportáteis, telefonia celular e câmeras digitais para agradar seus pares. A procura por perfumes e cosméticos também deve ser significativa.

A média de compras por internauta deve marcar por volta de R$ 320 na data. "Não será surpresa vermos os namorados se presenteando com produtos mais caros, como eletrônicos e artigos de informática", observa Guasti.

No ano passado, o ranking de produtos mais vendidos no Dia dos Namorados foi liderado por livros revistas e jornais, seguido por itens de saúde, beleza e medicamentos e, em terceiro, artigos de informática.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Engenheiros do hawaii - Mapas do acaso

por acaso....

ACASO

"Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, pois cada pessoa é única
e nenhuma substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, mas não vai só
nem nos deixa sós.
Leva um pouco de nós mesmos,
deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito,
mas há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida,
e a prova de que duas almas
não se encontram ao acaso. "

Antoine de Saint-Exupéry


Há pessoas que entram por acaso em nossas vidas...
mas não é por acaso que elas têm o previlégio de permanecer.

Willian Shakespeare

sexta-feira, 5 de junho de 2009

PLANETA ÁGUA - GUILHERME ARANTES

dia mundial do meio ambiente

No dia 05 de junho comemora-se o dia do meio ambiente.

A criação da data foi em 1972, em virtude de um encontro promovido pela ONU (Organização das Nações Unidas), a fim de tratar assuntos ambientais, que englobam o planeta, mais conhecido como conferência das Nações Unidas.

A conferência reuniu 113 países, além de 250 organizações não governamentais, onde a pauta principal abordava a degradação que o homem tem causado ao meio ambiente e os riscos para sua sobrevivência, onde a diversidade biológica deveria ser preservada acima de qualquer possibilidade.

Nessa reunião, criaram-se vários documentos relacionados às questões ambientais, bem como um plano para traçar as ações da humanidade e dos governantes diante do problema.

A importância da data é devido às discussões que se abrem sobre a poluição do ar, do solo e da água; desmatamento; diminuição da biodiversidade e da água potável ao consumo humano, destruição da camada de ozônio, destruição das espécies vegetais e das florestas, extinção de animais, dentre outros.

A partir de 1974, o Brasil iniciou um trabalho de preservação ambiental, através da secretaria especial do meio ambiente, para levar à população informações acerca das responsabilidades de cada um diante da natureza.

Mas em face da vida moderna, os prejuízos ainda estão maiores. Uma enorme quantidade de lixos é descartada todos os dias, como sacos, copos e garrafas de plástico, latas de alumínio, vidros em geral, papéis e papelões, causando a destruição da natureza e a morte de várias espécies animais.

A política de reaproveitamento do lixo ainda é muito fraca, em várias localidades ainda não há coleta seletiva; o que aumenta a poluição, pois vários tipos de lixos tóxicos, como pilhas e baterias são descartados de qualquer forma, levando a absorção dos mesmos pelo solo e a contaminação dos lençóis subterrâneos de água.

É importante que a população seja conscientizada dos males causados pela poluição do meio ambiente, assim como de políticas que revertam tal situação.

E cada um pode cumprir com o seu papel de cidadão, não jogando lixo nas ruas, usando menos produtos descartáveis e evitando sair de carro todos os dias. Se cada um fizer a sua parte o mundo será transformado e as gerações futuras viverão sem riscos.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

feelings

Segundo um blog escrito por Mário Prata, o sentimento é a linguagem que o coração usa quando precisa mandar algum recado.
E segundo a definição do buscador Google, o sentimento é um conjunto de sensações físicas e emoções.

Mas, o que é sentimento para você?

Os sentimentos são informações que todos seres biológicos são capazes de sentir nas diferentes situações que vivenciam, todo ser é dotado de sentimentos e eles são diferentes entre si.
À parte do cérebro que processa os sentimentos e emoções é o sistema límbico. Sendo alvo do estudo da medicina, biologia, filosofia e psicologia.

Alguns exemplos dos sentimentos:

O amor – amar (pode-se amar ou não, a si mesmo, ou outro indivíduo);
O medo – Uma informação de que existe riscos, ameaças ou perigo direto para o próprio ou para algum de seu interesse.

Segundo um professor de Harvard, Abraham Maslow, todos os seres humanos nascem com um senso de valores pessoais positivos e negativos, sendo atraídos por tais valores.
Os positivos são: honestidade, justiça, verdade, beleza, vigor, poder, ordem, inteligência e o humor.
Os negativos são: morbidez, feiúra, falsidade, caos, engano, fraqueza e etc.

Maslow declara que valores pessoais positivos são definidos somente em termos de outros valores positivos, ou seja, não se pode maximizar qualquer virtude e deixar que ela contenha valores pessoas negativos sem que estas repulsam (aconteça a repulsão).

O termo sentimento é muito usado para designar uma disposição mental ou algum propósito de uma pessoa para outra. Sendo assim, os sentimentos seriam ações decorrentes de uma decisão, além das sensações físicas que são sentidas como conseqüência de amar, por exemplo.

Nina Simone "Feelings" (Montreux Jazz Festival)

quarta-feira, 3 de junho de 2009

chico xavier

O filme CHICO XAVIER, sobre a vida do maior médium espírita do século XX, está sendo produzido pela Globo Filmes e a Sony Pictures. O filme está orçado em 7 MILHÕES DE REAIS, um dos filmes mais caros já produzidos no Brasil. O ator Nelson Xavier (67 anos), vai interpretar o líder espiritual no cinema, com direção de Daniel Filho.

O longametragem sobre a vida do mineiro do século será exibido no dia 10 de abril de 2010, quando Chico Xavier completaria 100 anos de vida.

http://www.youtube.com/watch?v=XuMgiWfMXhw&feature=related

terça-feira, 2 de junho de 2009

a música de hoje

NORA JONES
"My Blueberry Nights"
http://www.youtube.com/watch?v=Kx9nWdDRp1s&NR=1

viver apesar de tudo

"Tudo é uma questão de escolha: o sofrimento da perda do que um dia foi, o pesar por aquilo que nunca aconteceu, ou, a lembrança feliz do que foi, do amor que por um tempo preencheu de sentido nosso viver. À que se ter gratidão pelo passado. Nem a morte, nem qualquer outra possibilidade que potencialmente pode nos enlutar, é capaz de anular o que já aconteceu, o que vivemos. A gratidão nos faz regozijarmos com doces lembranças, nos liberta do que está por vir e ilumina o que está sendo. A elaboração do luto não é a extinção do sofrimento, nem tão pouco a gratidão se prestaria a isto. “Trata-se de passar da dor atroz da perda, à doçura da lembrança”, dizia Sponville. Ou seja, a própria gratidão, “que bom que você existiu em minha vida”, “que bom eu ter ganhado esse presente”, “que bom eu ter te amado e tu me amado”. Elaborar o luto: aceitar o real e continuar, viver apesar de tudo. Gratidão: lembranças doces, alegrias e amor. "
"A vida e a morte, são como dois bailarinos que sincronicamente fazem juntos todos os seus movimentos; passos, gestos e sutilezas. Dançam juntos a mesma música, a mesma coreografia. A vida enquanto presente, leva uma vantagem de milésimos de segundos da morte, enquanto passado. Porém, a linha é tão tênue e sutil, que não percebemos a diferença. Por vezes, esse luto mais cotidiano, ordinário, passa desapercebido, não damos atenção porque aparentemente são segundos banais. Entretanto, quando nos damos conta, estamos com 70, 80 anos de idade e em um leito de morte. Só então é que teremos a sensação de não termos vivido, da vida ter se esvaído como água por nossos dedos. Ficamos tão agarrados ao passado, tentando pegar o abstrato, ver o invisível, que não nos damos conta, de que o presente fluía com todas as suas possibilidades. Mas, infelizmente “não estávamos lá” para usufruir. Só agora que estamos na eminência da “última morte”, é que percebemos que sem a morte não há vida, e que aceitá-la, significa a possibilidade de uma nova vida que se renova a cada instante."

a música do dia...

GRAND FUNK RAILROAD

http://www.youtube.com/watch?v=fyF5J7au1jE

solidão e solitude

Nascemos sós, vivemos sós e morremos sós. A solitude é nossa verdadeira natureza, mas não estamos cientes dela. Por não estarmos cientes, permanecemos estranhos a nós mesmos e, em vez de vermos nossa solitude como uma imensa beleza e bem-aventurança, silêncio e paz, um estar à vontade com a existência, a interpretamos erroneamente como solidão.A solidão é uma solitude mal interpretada. E uma vez interpretando mal sua solitude como solidão, todo o contexto muda. A solitude tem uma beleza e uma imponência, uma positividade; a solidão é pobre, negativa, escura, melancólica.A solidão é uma lacuna. Algo está faltando, algo é necessário para preenchê-la e nada jamais pode preenchê-la, porque, em primeiro lugar, ela é um mal entendido. À medida que você envelhece, a lacuna também fica maior. As pessoas têm tanto medo de ficarem consigo mesmas que fazem qualquer tipo de estupidez. Vi pessoas jogando baralho sozinhas, sem parceiros. Foram inventados jogos em que a mesma pessoa joga cartas dos dois lados.Aqueles que conheceram a solitude dizem algo completamente diferente. Eles dizem que não existe nada mais belo, mais sereno, mais agradável do que estar só.A pessoa comum insiste em tentar se esquecer de sua solidão, e o meditador começa a ficar mais e mais familiarizado com sua solitude. Ele deixou o mundo, foi para as cavernas, para as montanhas, para a floresta, apenas para ficar só. Ele deseja saber quem ele é. Na multidão é difícil; existem tantas perturbações... E aqueles que conheceram suas solitudes conheceram a maior das bem-aventuranças possíveis aos seres humanos, porque seu verdadeiro ser é bem-aventurado.Após entrar em sintonia com sua solitude, você pode se relacionar. Então, seu relacionamento trará grandes alegrias a você, porque ele não acontecerá a partir do medo. Ao encontrar sua solitude, você pode criar, pode se envolver em tantas coisas quanto quiser, porque esse envolvimento não será mais fugir de si mesmo. Agora, ele será a sua expressão, será a manifestação de tudo o que é seu potencial.Porém, o básico é conhecer inteiramente sua solitude.Assim, lembro a você, não confunda solitude com solidão. A solidão certamente é doentia; a solitude é perfeita saúde. Seu primeiro e mais fundamental passo em direção a encontrar o significado e o sentido da vida é entrar em sua solitude. Ela é seu templo, é onde vive seu Deus, e você não pode encontrar esse templo em nenhum outro lugar.OSHO, The Golden Future, # 6