segunda-feira, 29 de junho de 2009

insônia



Insônia

Relato a Osho: "Não durmo bem e sempre acordo entre 3 e 4 horas da manhã."

Você sempre acorda entre 3 e 4 horas? Ora, aproveite esse tempo para meditar. Sempre aproveite as oportunidades para alguma coisa. Seja criativo com relação a tudo. Se não consegue dormir, não há razão para se forçar.

O sono é uma dessas energias que não podem ser controladas. Se tentar controlá-lo, ficará agitado. Se fizer alguma coisa para conseguir dormir, isso se tornará um empecilho, porque o sono é contra o fazer; é um estado de não-fazer.

Por isso, se fizer algum esforço como, por exemplo, contar carneirinhos, repetir um mantra, virar-se de um lado para o outro, começar a chamar por Deus e a rezar, isso tudo só vai mantê-lo mais acordado. Isso não ajuda em nada, mas é o que as pessoas normalmente fazem.

O meu ponto de vista é totalmente diferente. Para começar, se você perdeu o sono, isso significa que seu corpo está perfeitamente descansado.


"Mas eu me sinto exausto."

Essa é sua mente, não tem nada a ver com o seu corpo. Só a ideia de que não dormiu direito já o deixa cansado, mas não é a falta de sono. O mecanismo do corpo, o organismo, tem sua própria sabedoria.

Por exemplo, se você está comendo e seu corpo diz: "Chega!" mas você responde "Estou magro e fraco, tenho de comer mais", isso está errado. Você pode comer, pode forçar-se a comer um pouco mais, pode se empanturrar, mas o organismo não está preparado para isso e rejeitará a comida.

Se o corpo não tem vontade de comer, é melhor ouvi-lo; ele sabe mais do que você. Ele tem o conhecimento instintivo de que, se comer no momento, será perigoso. Pode ser que algo esteja acontecendo nos intestinos e o corpo queira se desintoxicar antes de receber mais comida. Talvez tenha comido algo estragado.

Você já se alimentou o suficiente e seu corpo ainda não teve tempo de digerir tudo. Ele não precisa de mais trabalho nesse momento; se tiver de se esforçar mais, talvez o mecanismo entre em colapso e não consiga dar conta do recado.

Por isso ele diz: "Nada de comida, eu não tenho apetite!" Mas você se enche de comida mesmo sem apetite, porque acha que precisa comer. Coloca mais tempero para tornar o alimento mais saboroso ou vai a algum bom restaurante. Você está tentando enganar o corpo, e isso é burrice!

O mesmo acontece com o sono. Se você dorme e às 3 ou 4 horas da manhã acorda, significa apenas que seu corpo está descansado. O sono do corpo acabou; agora, é a mente que está criando dificuldade. Então, aproveite essa hora.

Fique deitado em silêncio; desfrute do silêncio da noite! Em vez de ficar preocupado porque perdeu o sono, aproveite esse momento para meditar. Não precisa se levantar; descanse, mas ouça... os sons da noite estão ali, o silêncio da noite.

O barulho do tráfego está ali, mas as pessoas não; todo mundo está dormindo. Isso é maravilhoso! Você está sozinho - é como se estivesse nas montanhas - com a escuridão e sua atmosfera suave. Desfrute isso e relaxe nesse sentimento.

Se proceder de outra forma, ficará infeliz - mais uma vez terá perdido o sono; mais uma vez ficará cansado no dia seguinte e preocupado, com tensão, angústia e ansiedade. Essas coisas não deixarão que você durma mais uma vez.

Quando estiver totalmente concentrado nos sons da noite, lentamente cairá no sono outra vez, não porque é a sua vontade, não porque quer. Não estou dizendo que você tem de meditar para conseguir dormir, não é isso. Não existe essa coisa de "faça isso para que aconteça aquilo". Estou dizendo para aproveitar a situação! E, de repente, você descobrirá que o sono veio. O fato de vir ou não vir, contudo, é irrelevante.

Faça isso durante três semanas apenas e o cansaço desaparecerá. Isso é uma coisa mental. Desde o período da manhã, você está cultivando essa idéia de que está cansado. Claro, ficará mais e mais cansado. Terá receio de tudo, de se envolver em qualquer coisa. Já está cansado; então, se fizer algo mais, ficará ainda mais cansado. Você está criando neurose à sua volta.

As pessoas têm necessidades diferentes com respeito ao sono e à comida. O meu pai mesmo não conseguia dormir depois das 3 horas. Ele se deitava por volta das 11 da noite e dormia três, quatro horas no máximo.

Minha mãe ficava preocupada, mas eu disse a meu pai para sentar e meditar. Então, ele ficava sentado depois das 3 horas da manhã e essa tornou-se a sua porta para o divino. Durante anos, ele meditou das 3 às 7 horas - ficava quase como uma estátua, esquecido do corpo.

Com o tempo essa se tornou a maior experiência da sua vida: nem mesmo o sono poderia proporcioná-la. Ele se sentia extremamente disposto às 3 horas, era assim que seu mecanismo trabalhava. Esse período da noite tornou-se o mais precioso de todos. Ele usou esse tempo da maneira certa.


Osho, em "Corpo e Mente em Equilíbrio"

Um comentário:

  1. gostei muito da opinião
    + o meu problema é insonia mesmo
    acordo por qualquer coisa e n durmo direito
    apesar de estar muito cansada demoro horas e horas revirando na cama para poder dormir
    parabens pelo trabalho

    ResponderExcluir