terça-feira, 2 de junho de 2009

solidão e solitude

Nascemos sós, vivemos sós e morremos sós. A solitude é nossa verdadeira natureza, mas não estamos cientes dela. Por não estarmos cientes, permanecemos estranhos a nós mesmos e, em vez de vermos nossa solitude como uma imensa beleza e bem-aventurança, silêncio e paz, um estar à vontade com a existência, a interpretamos erroneamente como solidão.A solidão é uma solitude mal interpretada. E uma vez interpretando mal sua solitude como solidão, todo o contexto muda. A solitude tem uma beleza e uma imponência, uma positividade; a solidão é pobre, negativa, escura, melancólica.A solidão é uma lacuna. Algo está faltando, algo é necessário para preenchê-la e nada jamais pode preenchê-la, porque, em primeiro lugar, ela é um mal entendido. À medida que você envelhece, a lacuna também fica maior. As pessoas têm tanto medo de ficarem consigo mesmas que fazem qualquer tipo de estupidez. Vi pessoas jogando baralho sozinhas, sem parceiros. Foram inventados jogos em que a mesma pessoa joga cartas dos dois lados.Aqueles que conheceram a solitude dizem algo completamente diferente. Eles dizem que não existe nada mais belo, mais sereno, mais agradável do que estar só.A pessoa comum insiste em tentar se esquecer de sua solidão, e o meditador começa a ficar mais e mais familiarizado com sua solitude. Ele deixou o mundo, foi para as cavernas, para as montanhas, para a floresta, apenas para ficar só. Ele deseja saber quem ele é. Na multidão é difícil; existem tantas perturbações... E aqueles que conheceram suas solitudes conheceram a maior das bem-aventuranças possíveis aos seres humanos, porque seu verdadeiro ser é bem-aventurado.Após entrar em sintonia com sua solitude, você pode se relacionar. Então, seu relacionamento trará grandes alegrias a você, porque ele não acontecerá a partir do medo. Ao encontrar sua solitude, você pode criar, pode se envolver em tantas coisas quanto quiser, porque esse envolvimento não será mais fugir de si mesmo. Agora, ele será a sua expressão, será a manifestação de tudo o que é seu potencial.Porém, o básico é conhecer inteiramente sua solitude.Assim, lembro a você, não confunda solitude com solidão. A solidão certamente é doentia; a solitude é perfeita saúde. Seu primeiro e mais fundamental passo em direção a encontrar o significado e o sentido da vida é entrar em sua solitude. Ela é seu templo, é onde vive seu Deus, e você não pode encontrar esse templo em nenhum outro lugar.OSHO, The Golden Future, # 6

5 comentários:

  1. Oie, vim te visitar! Obrigada pelo voto, hehe. E nosso projeto de embalagem? Aquela caixa de leite com roupa postei no meu blog DESIGNEMBALAGENS.BLOGSPOT. Vou ver se consigo fazer uma peça piloto p te mostrar! bjs e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Javier, muito legal o texto! :D
    Eu sou a tua primeira seguidora... hehehehe
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, tu ta ficando expert em achar textos...... especial tudo a ver, beijo

    ResponderExcluir
  4. el comentario anterior es mio no me di cuenta que estaba con el login del sindicato ............. no aprendo nunca !!!

    ResponderExcluir
  5. No conocia ese texto, pero comparto de esa opinión, ya que es un sentimiento que me acompaña hace algunos años.
    Un dia, descubri que soy una óptima compañia para mi misma! Y cuando no no hay nadie a mi lado no me siento sola, porque YO me acompaño y me siento muy bien!

    ResponderExcluir