sábado, 10 de outubro de 2009

comer,comer.....



Para comer com os olhos
Conceito de comida divertida ajuda os pequenos a se alimentarem melhor

Quem tem crianças em casa sabe a aventura que é incluir legumes e verduras no prato dos pequenos. O britânico Mark Northeast, 36 anos, encontrou uma maneira divertida de estimular o apetite de seu filho, Oscar, quatro, e tornar mais agradável a hora das refeições. Usando sua criatividade de webdesigner, Northeast criou sanduíches supersaudáveis inspirados em simpáticos personagens de desenhos animados, entre eles Charlie & Lola, Bob Esponja, Nemo e Hello Kitty, além de animais e objetos como um foguete espacial e um navio pirata.

– Começou como uma brincadeira para animar meu filho, que estava um pouco aborrecido e não queria comer um sanduíche normal. Então decidi fazer um com a forma de um foguete, e ele devorou rapidamente. Na semana seguinte fiz um navio pirata e, novamente, ele comeu muito rápido – conta Northeast por telefone, da cidade de Littlehampton, localizada a cerca de 80 quilômetros da capital inglesa, Londres.

Em pouco tempo, Mark percebeu que frases como "com comida não se brinca" já não faziam sentido. A partir de então, começou a acrescentar nas receitas ingredientes que Oscar normalmente não comeria. Misturados com queijo e presunto, itens como alface, cenoura, tomate e pepino passaram a ser devorados com gosto pelo menino. E, com o uso de pães de diversas cores (branco, integral, de cenoura, etc), os lanches tornaram se ainda mais apetitosos.

– Devemos incentivar as crianças a comerem pão preto, que é mais saudável. No Reino Unido estão cada vez mais fazendo isso – afirma o webdesigner.

A ideia dos sanduíches divertidos chamou a atenção dos britânicos, e o sitehttp://www.funkylunch.com/ , que traz fotos e outras informações dos lanches, tem recebido uma média de 10 mil acessos por dia. Em 2010, Mark deve lançar um livro com as receitas mais simples. Ele também pensa na possibilidade de criar tortas com formas de castelos e fazer menus sob medida.

Para Mark, a rotina de oferecer aos filhos sempre as mesmas opções é o que faz com que as crianças percam o apetite na hora das refeições. A dica, segundo ele, é variar o cardápio e proporcionar momentos de descontração à mesa. Fugir da famigerada fast food é outro conselho.

– Se você colocar batata frita e um sanduíche normal na frente de uma criança, ela provavelmente vai olhar para a batata frita. Mas se você colocar um sanduíche na forma de um personagem de TV ou algo parecido, eles prestariam mais atenção nisso. É uma boa forma de manter a criança envolvida com a comida. Se você cria a oportunidade de experimentarem aos poucos, até elas mesmas podem fazer, brincar com alguns ingredientes, acho que vão ficar mais interessadas – aconselha. – É claro que não precisa fazer isso sempre, apenas de vez em quando, e mostrar o quanto é bom. É só o primeiro passo para incentivá-las a experimentar algo diferente.

Para isso, Mark garante que não é preciso nenhum ingrediente difícil de encontrar:

– É só abrir a geladeira e ver: "bem, tenho pepino, tomate, queijo, presunto e pão. O que posso fazer?". Entre cinco e 10 minutos é possível fazer um sanduíche.

Nenhum comentário:

Postar um comentário