terça-feira, 1 de dezembro de 2009


O macaco e a macaca
Sentados num galho de árvore, o macaco e a macaca contemplavam o pôr-do-sol. Em determinado momento, ela perguntou:
“O que faz com que o céu mude de cor, na hora que o sol atinge o horizonte?”
“Se quisermos explicar tudo, deixamos de viver”, respondeu o macaco. “Fique quieta, vamos deixar o nosso coração alegre com este entardecer romântico”.
A macaca enfureceu-se.
“Você é primitivo e supersticioso. Já não dá mais atenção à lógica, e só quer saber é de aproveitar a vida”.
Neste momento, passava uma centopéia.
“Centopéia!”, gritou o macaco. “Como é que você faz para mover tantas patas em perfeita harmonia?”
“Nunca pensei nisso!”, foi a resposta.
“Então pense! Minha mulher gostaria de uma explicação!”
A centopéia olhou para suas patas, e começou:
“Bem.. eu flexiono este músculo…não, não é bem isso, eu tenho que jogar o meu corpo por aqui…”
Durante meia-hora, tentou explicar como movia suas patas, e, à medida que tentava, ia confundindo-se cada vez mais. Quando quis continuar seu caminho, já não podia mais andar.
“Está vendo o que você fez?”, gritou desesperada. “Na ânsia de descobrir como funciono, perdi os movimentos!”
“Está vendo o que acontece com quem deseja explicar tudo?”, disse o macaco, voltando a assistir o pôr-do-sol em silêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário