quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

a arrogância do poder

Mestre e discípulo conversavam numa esquina, quando uma velha os abordou:

“Saiam da frente da minha vitrine!”, gritou a velha. “Vocês estão atrapalhando os fregueses”.

O mestre pediu desculpas, e mudou de calçada.

Continuaram a conversa, quando um oficial aproximou-se.

“Precisamos que o senhor se afaste desta calçada”, disse o oficial. “O conde irá passar por aqui daqui a pouco”.

“Que o conde use o outro lado da rua”, respondeu o mestre, sem se mover.

Depois se virou para seu discípulo:

“Não esqueça: jamais seja arrogante com os humildes. E jamais seja humilde com os arrogantes”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário