quinta-feira, 26 de agosto de 2010

nova tentativa





O Batalhão Ambiental da Polícia Militar (PM) gaúcha informou, na manhã desta quinta-feira, que será feita nova tentativa de levar a baleia encalhada em Capão Novo para alto-mar. O procedimento seria semelhante ao já executado na terça-feira.
De acordo com o soldado Elcio Ferrari Fagundes, técnicos e biólogos de Ceclimar, Ibama e Instituto Baleia Jubarte, se reuniram por volta das 9h, para discutir como será feito o novo resgate. Conforme o Batalhão Ambiental, eles acreditam que o animal ainda tem condições de sobreviver se for liberado.

Depois da avaliação minuciosa de veterinários vindos de outros Estados, foi constatado que a baleia jubarte encalhada na praia de Capão Novo está melhor do que se esperava. E uma boa notícia: até as 11h15min deve ser decidido se será feita uma nova tentativa de resgate como a realizada na terça-feira. — Os especialistas viram que ela está mais forte do que se imaginava e que está respondendo bem aos estímulos de reflexo. Viu-se que ela tem bastante força ainda. Começa a se cogitar uma nova tentativa de ajudá-la a ir ao alto-mar, o que ontem foi praticamente descartado — afirmou o biólogo Paulo Henrique Ott, que acompanha as reuniões na beira da praia de Capão Novo. Pela manhã, os profissionais do Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar) não estavam muito esperançosos sobre o futuro da jubarte. O biólogo explica que o estado de saúde do animal piorou de domingo, quando encalhou, para hoje, mas que não está em estágio terminal. A jubarte de 25 toneladas e cerca de 11 metros encalhou no Litoral Norte gaúcho no final de semana. Os biólogos conseguiram soltar o animal na terça-feira, mas ela voltou à beira da praia no dia seguinte, provavelmente por estar fraca e debilitada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário