sexta-feira, 28 de outubro de 2011

carlos drummond de andrade

Que pode uma criatura senão,


entre criaturas, amar?

amar e esquecer,

amar e malamar,

amar, desamar, amar?

sempre, e até de olhos vidrados, amar?



Que pode, pergunto, o ser amoroso,

sozinho, em rotação universal, senão

rodar também, e amar?

amar o que o mar traz à praia,

e o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,

é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?



Amar solenemente as palmas do deserto,

o que é entrega ou adoração expectante,

e amar o inóspito, o áspero,

um vaso sem flor, um chão de ferro,

e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.



Este o nosso destino: amor sem conta,

distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,

doação ilimitada a uma completa ingratidão,

e na concha vazia do amor a procura medrosa,

paciente, de mais e mais amor.



Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa

amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.

Carlos Drummond de Andrade

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

steve jobs


Steve Jobs em discurso durante formatura em Stanford, 2005: “Às vezes a vida te bate com um tijolo na cabeça. Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me fez continuar foi que eu amava o que eu fazia. Você precisa encontrar o que você ama. E isso vale para o seu trabalho e para seus amores. Seu trabalho irá tomar uma grande parte da sua vida e o único meio de ficar satisfeito é fazer o que você acredita ser um grande trabalho. E o único meio de se fazer um grande trabalho é amando o que você faz. Caso você ainda não tenha encontrado [o que gosta de fazer], continue procurando. Não pare. Do mesmo modo como todos os problemas do coração, você saberá quando encontrar. E, como em qualquer relacionamento longo, só fica melhor e melhor ao longo dos anos. Por isso, continue procurando até encontrar, não pare".
Steven Paul Jobs (24 de fevereiro de 1955 - 05 de outubro de 2011)era um empresário de computador e inventor americano. Ele foi co-fundador,presidente e CEO da Apple Inc.  Jobs também atuou anteriormente como diretor executivo da Pixar Animation Studios , ele tornou-se membro do conselho de administração da The Walt Disney empresa em 2006, após a aquisição da Pixar pela Disney. Ele foi creditado em Toy Story (1995) como produtor executivo.
No final de 1970, Jobs, da Apple, com co-founder Steve Wozniak , Mike Markkula e outros, projetado, desenvolvido e comercializado uma das primeiras linhas comercialmente bem sucedido dos computadores pessoais, o Apple II série . No início de 1980, Jobs foi um dos primeiros a ver o potencial comercial da Xerox PARCrato -driven interface gráfica do usuário , o que levou à criação do Macintosh . Depois de perder uma luta de poder com o conselho de administração em 1985, Jobs pediu demissão da Apple e fundou a NeXT , uma plataforma de computador empresa de desenvolvimento especializada nos mercados de ensino superior e de negócios. Buyout da Apple 1996 subseqüentes de NeXT Jobs trouxe de volta para a empresa que ele co-fundou e serviu como seu CEO a partir de 1997 até 2011. Em 1986, ele adquiriu a divisão de computação gráfica da Lucasfilm Ltd , que foi girado fora como a Pixar Animation Studios . Ele permaneceu CEO e accionista maioritário em 50,1 por cento até sua aquisição pela The Walt Disney Company em 2006. Por conseguinte Jobs tornou-se maior acionista da Disney individuais em 7 por cento e um membro do Conselho de Administração da Disney.
Seu objetivo é desenvolver produtos que são funcionais e elegantes valeu-lhe um seguimento devotado.
Em 24 de agosto de 2011, Jobs anunciou a sua demissão do seu papel como CEO da Apple. Em sua carta de demissão, Jobs altamente recomendável que a Apple plano de sucessão executiva ser seguido e Tim Cook ser nomeado como seu sucessor. Por seu pedido, Jobs foi nomeado presidente do conselho de diretores da Apple. Em 05 de outubro de 2011, a Apple anunciou que Jobs tinha morrido na idade de 56.

terça-feira, 4 de outubro de 2011